quarta-feira, 20 de maio de 2009

Destinação das Lâmpadas Fluorescentes


O que você faz com as Lâmpadas Fluorescentes queimadas?
No Brasil já existem empresas especializadas em descontaminar lâmpadas e eu represento uma delas.

Um mundo mais saudável e menos poluído é um dos maiores desafios da sociedade contemporânea, e um dos princípios que norteiam as atividades da Naturalis Brasil, empresa especializada na descontaminação de lâmpadas fluorescentes.
Somente uma correta política ambiental, apoiada em projetos sérios pode poupar a população desta ameaça. Alguns países da Europa, os Estados Unidos e o Japão já adotam precauções neste sentido junto a seus governos. No Brasil, leis ainda estão em andamento, porém muitas empresas, organizações e órgãos públicos já vêm escolhendo o descarte ecologicamente correto como procedimento industrial comum em sua política de meio ambiente. Com isso, cerca de 10 milhões de lâmpadas fluorescentes são descontaminadas anualmente e têm seu resíduo levado para reciclagem.

Leonice Costa Dias
Gestora Ambiental
Celular: (19) 9731-6824

NATURALIS BRASIL DESENVOLVIMENTO DE NEGÓCIOS
Site: www.naturalisbrasil.com.br
Fone: (11) 4496-6323

7 comentários:

SALEROSA - ECOS DO JAPI disse...

Ola Leonice!

Vim conhecer seu espaço através da indicação do Plínio, sou tb Gestora Ambiental na região de Jundiaí e atuo com licenciamento ambiental, foi nessa empreitada que conheci o Plínio e seu eco trabalho.
O que o Plínio não sabe, é que além disso, sou ambientalista por inspiração, educadora ambiental da Reserva Biológica da Serra do Japi e amo escrever. Dedico um cantinho encatado e todo especial para as minhas descobertas japienses.

Venha me visitar e vamos manter o contato.

Sds Japienses.
Patrícia.

Isa disse...

Minha Amiga,mais um texto importante,de qualidade!
Saí mais atenta ao q.me rodeia e respeitadora da Mãe Natureza.
Beijo.
isa.

Markus disse...

Oi Nice
Gostei tambem.. to linkando lá no meu tambem.
Parabens pelo blog.
Beijão

Anônimo disse...

Olá!
Tenho procurado nestes dias, sem sucesso, encontrar um lugar na cidade de SP ou grande SP no qual podemos usar como referência para descarte de lâmpadas fluorescentes que são usadas por consumidores comuns (pessoas físicas) em suas casas.
Por favor, se souber de algum local onde podemos levar as lâmpadas fluorescentes que guardamos em nossas casas (para não jogar no lixo comum), peço me indicar.
Obrigada
Simone Galiazi
sgaliazi@ig.com.br

ATEFAR disse...

Olá Simone Galiazi,

No site tem as informações sobre o nosso trabalho: www.naturalisbrasil.com.br

Pelo que notei, você fala das lâmpadas de sua casa. Isso sugere uma quantidade pequena e nós fazemos o serviço com quantidade mínima de 500 lâmpadas, o que englobaria um condomínio, associação de moradores e o processo industrial que é o nosso forte seguimento. Mas, há shoppings que aceitam dos clientes. Como eu moro em Campinas, já sei que o Shopping D. Pedro faz regularmente o destino correto das lâmpadas, ele tem a ISO 14001, que o colocar num patamar de consciência ambiental.

O que te aconselho é procurar um Shopping neste perfil ou empresas de instalações elétricas que também recebem dos clientes as lâmpadas. Um exemplo: a “Tormel Engenharia LTDA” que faz instalações elétricas e faz a descontaminação de tempos em tempos por juntar grande quantidade de lâmpadas.

Qualquer dúvida, estou as ordens.
Abraço,
Nice.

De-Bona disse...

Muito importante o trabalho de conscientização da sociedade, no que diz respeito ao descarte desses equipamentos. Ainda mais em tempos em que as telas de cristal líquido já começam a ser coisa do passado.
Curiosidade??? Para onde vão as lâmpadas florescentes após serem descartadas? Como são reciclados os componentes desta lâmpada?

ATEFAR disse...

Respondendo a pregunta do Blog De-Bona...
Oi, tudo bem?

Inicialmente as lâmpadas queimadas são descontaminadas por um equipamento especifico. O Papa-Lâmpadas, por exemplo, se trata de uma maquina que separa o vidro/alumínio das partes voláteis, como o pó fosfórico e o vapor de mercúrio. Essa maquina tem uma repartição que contem carvão ativado no qual o mercúrio fica adsorvido.
Depois, para ser tudo reaproveitado, cada item é reciclado, transformando em um ingrediente para um determinado produto. O vidro é reaproveitado em cerâmicas, serve para dar o brilho em pisos e revestimentos. O pó fosfórico se usa para melhorar a pigmentação na cor da cerâmica. No caso do mercúrio, ainda passa por um outro processo para separar do carvão ativado, é colocado em outra maquina que chega as uns 400Cº que faz com que o mercúrio volte a sua forma original (líquida) para ser novamente utilizado em produtos que usa o metal.

Conseguiu entender? Tem um vídeo no You Tube: http://www.youtube.com/watch?v=M1g9yybp6pU

Obrigada pela visita.
Leonice.