quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Dia 21 de setembro foi o dia da Árvore e a Primavera começou oficialmente no dia 22, às 12h45

“A árvore que o sábio vê não é a mesma árvore que o tolo vê "

William Blake




Muito orgulhosamente, anuncio que meu filho de 10 anos me pediu para plantar uma árvore em comemoração ao dia. Fiquei fascinada com a notícia... Meu pequeno discípulo seguindo os passos da mamãe. Uma árvore adulta pode absorver do solo até 250 litros de água por dia. Imagine como elas poderiam ajudar para não ocorrerem tantas enchentes, das quais matam e deixam muitas pessoas sem casas! Junto com toda essa água absorvida, muitos nutrientes de matérias orgânicas (como as fezes dos animais) são absorvidos pelas raízes e transformados através da fotossíntese, em alimento para a toda a planta. Por sua vez, folhas, frutos, madeira e raízes servirão de alimento para diversos seres vivos. Os animais por sua vez, contribuem em disseminar o que comeram e as folhas e frutos que não serviram de alimento, caem no solo. Folhas, frutos e fezes de volta ao solo, e todo o ciclo recomeça. Também, uma árvore pode transpirar por suas folhas, até 60 litros de água por dia. Este vapor se mistura com as partículas de poluição do ar, e quando se acumulam em nuvens, caem em forma de chuva. Portanto, as árvores ajudam também na retiradas de poluentes do ar! Além do mais, este vapor ajuda a equilibrar o clima da região. Isso é facilmente percebido em parques e floretas que tem seu clima mais fresco.

Outra iniciativa prudente está em plantar árvores a fim de neutralizar o efeito estufa. O crédito de carbono, idéia vinda proveniente do alto número da poluição, a partir das atividades como a produção industrial, como viagens de avião, mundial de futebol e, por aí vai... É uma iniciativa em prol de neutralizar os gases nocivos a saúde de um modo geral. O programa da Fundação SOS Mata Atlântica trabalha com o reflorestamento e preservação das Matas. As indústrias e empresas que querem amenizar os danos ambientais, contratam os serviços dessa instituição, com a intenção de contribuir na recuperação das florestas.

A primeira é a melhoria da drenagem da superfície. Com mais espaços de solo permeável, onde as árvores são plantadas, a infiltração da água da enxurrada fica mais fácil, diminuindo o impacto das chuvas, principalmente no Verão. Além disso, à melhora da sensação de conforto.

A segunda é quanto maior a arborização, melhor a umidade relativa do ar e menor a amplitude térmica, que é a diferença entre a temperatura mínima e máxima durante o dia.

O terceiro efeito positivo é a maior retenção de partículas sólidas, como a poeira, oriundas da poluição. Soma-se a esses benefícios, o fato de que os altos índices de arborização geram efeitos psicológicos positivos. “Uma paisagem mais arborizada cria a sensação de uma cidade menos árida e menos caótica. Espaços públicos verdes também melhoram o convívio e o lazer entre as pessoas, o que pode contribuir, inclusive, para a diminuição da violência”. Segundo, o professor de paisagismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUC-Campinas), Eugênio Fernandes Queiroga.

De um modo geral, todas as cidades da Região Metropolitana de Campinas (RMC) têm níveis baixos de áreas verdes e, principalmente, de preservação de matas nativas. Em algumas delas, o índice de trechos remanescentes de vegetação atlântica está reduzido à zero. É o caso de Hortolândia, Nova Odessa e Sumaré, de acordo com levantamento da organização não-governamental (ONG) SOS Mata Atlântica. Em Campinas, esse índice é de 1,69%, o que representa apenas cerca de 2 mil hectares. A cidade da região que mais tem áreas remanescentes é Itatiba, com 4,6% de áreas preservadas.




Plante uma Árvore você também.

3 comentários:

João Soares disse...

Olá Lêonice
Muito grato pelo teu comentário.
Um abraço deste lado do Atlântico.

Janaina Staciarini disse...

Adorei sua visita no meu Alfarrábio.
Já plantei várias árvores. Sempre que posso, faço.
Agora só falta escrever um livro e ter um filho. Hauahaua.
Adorei seu lugar.
Um beijo.

Betty disse...

Leonice, vim agradecer a visita e conhecer seu cantinho.
Não sou ativista ambiental, faço apenas a parte que me cabe nesse louco mundo. Amo a natureza, amo a vida, sou do tipo que chora ao ver derrubada uma árvore.
Muito boas e importantes as informações nos seus posts.
Beijinho